PROGRAMA DO 36º ACAMPAMENTO INTERNACIONAL DE JOVENS REVOLUCIONÁRIXS

La Granja, Segóvia, Estado Espanhol – 21 a 27 Julho de 2019 Preço da inscrição: 80 Euros (inclui alimentação) DIA 0: 20.45 – 22.00 Jantar e reunião de coordenação de campo 22.00 – 23.00 Comício boas-vindas e abertura oficial do campo Apresentação, questões políticas e práticas, apresentação da equipa de consciencialização                         Apresentação do Espaço … Continue reading PROGRAMA DO 36º ACAMPAMENTO INTERNACIONAL DE JOVENS REVOLUCIONÁRIXS

Os Coletes Amarelos face ao Estado

Este movimento relança pela base o problema da forma europeia de Estado https://www.flickr.com/photos/christophebecker/31801063937/in/photostream/ Ato 9 dos Coletes Amarelos. Janeiro de 2019. Foto de Christophe Becker/Flickr Neste artigo, Laurent Baronian, tendo por base o marxismo, analisa o movimento dos coletes amarelos e relaciona-o com o papel económico desempenhado pelo Estado atualmente. «Prefere-se a sangria dos povos … Continue reading Os Coletes Amarelos face ao Estado

ARGÉLIA: POR UMA ASSEMBLEIA CONSTITUINTE SOBERANA, O COMBATE CONTINUA!

Nesta declaração, o PST, secção argelina da IV Internacional, defende a realização de uma assembleia constituinte porque “nenhum remendo, nenhum subterfúgio de transição, nenhum homem providencial pode substituir a vontade do povo, fonte de toda a legitimidade democrática”. Declaração do secretariado nacional do PST, Secção argelina da IV Internacional Ao impor a 2 de abril … Continue reading ARGÉLIA: POR UMA ASSEMBLEIA CONSTITUINTE SOBERANA, O COMBATE CONTINUA!

ASCENSÃO E QUEDA DA “NOVA POLÍTICA”

Neste texto, Isidro López e Brais Fernández analisam os mitos do Podemos, as suas escolhas organizativas verticalistas, institucionalização e burocratização, o seu papel na restauração da legitimidade da política da situação e a sua atual crise política. Foto de Podemos Granada/Flickr O Podemos foi a resposta política à janela de oportunidade aberta pelo 15M. Precisamente … Continue reading ASCENSÃO E QUEDA DA “NOVA POLÍTICA”

DEZ MARCOS PARA UM ECOSSOCIALISMO FEMINISTA E REVOLUCIONÁRIO

Daniel Tanuro, ecologista e militante da secção belga da IV Internacional, apresenta os dez pilares que resumem as conceções ecossocialistas da corrente marxista revolucionária. "O nosso ecossocialismo é portanto radicalmente anticapitalista, humanista, internacionalista, feminista e autogestionário. Ao mesmo tempo, é estratégia de luta, programa de reivindicações e projeto de sociedade." Chamamos ecossocialismo ao pensamento que … Continue reading DEZ MARCOS PARA UM ECOSSOCIALISMO FEMINISTA E REVOLUCIONÁRIO